31 dezembro, 2009

O Safari Chinês


O livro não é nenhuma obra-prima literária, mas também não o tinha que ser. Descreve essencialmente aquilo que é a presença avassaladora da República Popular da China em África. O continente negro é uma pedra basilar na estratégia chinesa de voltar a dominar o panorama económico mundial e a absorção dos recursos naturais africanos é trocada pela construção de infra-estruturas básicas tais como auto-estradas, linhas-férreas, barragens, sedes de organismos governamentais e habitação social. Para uns não passa de uma nova forma de colonialismo, para outros a presença chinesa tem-se revelado como uma oportunidade única de restaurar a dignidade do continente.

O futuro ditará o resultado daquilo que realmente está a conhecer. Face aos europeus os chineses partem acima de tudo com a enorme vantagem de não carregarem consigo o estigma colonizador que paira sobre os franceses, os ingleses e até sobre nós portugueses.

Um Abraço e bom ano de 2010 para todos

21 dezembro, 2009

É Natal

Desde a minha última posta houve muita coisa que mudou. Eu casei, o António Maria passou a gatinhar, o Porto Tónico deixou Macau, o Sócrates foi reeleito, Portugal qualificou-se para o Mundial, o Saramago reforçou a péssima opinião que eu tinha acerca dele, o Inverno chegou e a RAEM festejou o seu décimo aniversário. Tudo isto sem que eu tenha escrito uma única linha…..De repente chegou o Natal e com ele o fim do ano. Santo Natal para todos e bom ano de 2010.

Abraço

27 agosto, 2009

Amigas do Portas

No meu tempo das campanhas, não havia este tipo de ajudas.

24 agosto, 2009

Tal pai, tal filho

Nós já estamos protegidos, e vocês???

Abraço

11 agosto, 2009

Coisas de rapazitos


Não, a fotografia não tem 99 anos, nem sequer 99 horas. Foi tirada durante a manhã de ontem, ao edifício dos paços do concelho da cidade de Lisboa.

Segundo o pessoal do "31 da armada"-blog, que aliás, eu regularmente visito- a acção serviu para "restabelecer a monarquia em Portugal".

O episódio tem a sua piada, no entanto, é pena que os autores de "tamanha façanha" não o tenham feito de forma assumida e sem a ajuda de imagens distorcidas ou de máscaras de personagens dos filmes de George Lucas. Aí é que tínhamos Homens.

Na verdade, os rapazes sabiam que estavam a vandalizar a propriedade e o espaço públicos e por esse facto não desconheciam que poderiam vir a ser responsabilizados, judicialmente, pelos actos cometidos e danos provocados.

Recordo que há cerca de um ano, um grupo de portugueses foi preso e julgado na Letónia por ter arrancado uma bandeira nacional que jazia num edifício público da capital letã.

No caso concreto a questão não se prende com as ideologias que cada um tem o direito de escolher e até defender, mas sim com o desrespeito pela instituição e pelo património da Câmara Municipal de Lisboa.

Gostava de saber qual seria a reacção dos "companheiros do 31" se por acaso vivessemos numa monarquia e os tipos do bloco de esquerda se lembrassem de substituir a bandeira da cidade por uma bandeira republicana. Se calhar não tinham a mesma capacidade para ironizar com a situação, mas isso só eu a especular.
Fica aqui o filme
Abraço

08 agosto, 2009

Férias

Brilhante o cartoon do momento.

31 julho, 2009

29 julho, 2009

Grande Reportagem

Antes que o tirem do ar. Uma "pérola" da comunicação social portuguesa. Ganda Baptista e Ganda Marques. Gostei especialmente do comentário do "Malheiro".

28 julho, 2009

O Tigre Branco

Para ler durante as férias.


"Sinopse
O livro revela uma Índia ainda muito pouco explorada pela ficção, a Índia negra, violenta e exuberante das desigualdades socioculturais. Toda a obra é uma longa carta dirigida ao Primeiro-Ministro chinês, escrita ao longo de sete noites. O autor da carta apresenta-se como o tigre branco do título, e auto-denomina-se um "empreendedor social". Descrevendo a sua notável ascensão de pobre aldeão a empresário e empreendedor social, o autor da carta, Balram, acaba por fazer uma denúncia mordaz das injustiças e peculiaridades da sociedade indiana. Fica assim feito o retrato de uma sociedade brutal, impiedosa, em que as injustiças se perpetuam geração após geração, como uma ladainha que se entoa incessantemente ao ritmo de uma roda de orações. São muito poucos os animais que conseguem abrir um buraco na vedação e escapar ao destino do cárcere eterno. O Tigre Branco é um deles."

22 julho, 2009

Eclipse



e foi assim o eclipse em Macau....
(obrigado à Tia Helena pelas fotografias)

21 julho, 2009

O turista.

Uma escola em Viana do Castelo administrativamente possibilitou que um aluno “transitasse” de ano com 9 negativas em 14 disciplinas. Ler aqui.

Para o ano – se a Univ. Internacional for entretanto hipoteticamente reaberta – o menino é capaz de conseguir a licenciatura em Engenharia com uma redacção sobre as Festas da Agonia ou o Zoo de Lisboa e uma cópia das instruções de carregamento da bateria do Magalhães.

Este incompreensível e injustificável excesso de facilitismo actual sairá (ainda mais) caro no futuro. Teremos futuras gerações com a escolaridade obrigatória completa (que bandeira "formidável") até ao 9º ano (ou 12º, já nem quero saber)... péssimamente instruídas e educadas na progressão sem esforço ou mérito.

No meu tempo ia à escola para aprender e estudar... não para fazer de turista.
O reino da Macada!
PT

07 julho, 2009

"À minha maneira"

Há muitas opiniões sobre Cristiano Ronaldo. É assim que acontece normalmente com os mais mediáticos. Dos (pseudo) intelectuais à mais fútil das donas de casa, todos têm uma opinião sobre Cristiano Ronaldo. Eu não sou indiferente ao fenómeno e também tenho a minha. É sem dúvida o maior jogador do mundo.
Do dia de ontem retiro o facto de ter visto 85.000 baterem palmas a um jogador Português e ainda por cima ao som duma música dos Xutos e Pontapés.

03 julho, 2009

El Matador Pinho


Depois de uma afirmação destas, não seria de espantar que o deputado "cassete" Bernardino Soares contratasse um detective particular para seguir os passos à sua mulher.
Manuel Pinho passou a legislatura a dizer alarvidades. O que se passou ontem foi apenas "a cereja em cima do bolo".

02 julho, 2009

Adivinha...

Vós Sabeis....qual foi a última operação plástica que o Michael Jackson fez?

Não Sabeis?!!........

Foi "Esticar o Pernil"!!!


p.s- Parece que O LULA da Silva veio dizer que a Amazónia se vai salvar...

26 junho, 2009

Homenagem

Goste-se ou não do estilo, Michael Jackson era uma lenda mundial.
A minha homenagem.




Voltou para casa


Hoje acordei com a notícia da morte de Michael Jackson.
Considerava-o um dos maiores ícones do Século XX. Revolucionou não só o a música propriamente dita como também introduziu "sangue novo" nas coreografias e nos video clips que protagonizou. Quando era miudo ficava siderado a ver o “Moonwalk”. Bem que tentei emita-lo, mas "o chão lá de casa não me deixava deslizar"!

Depois de muito pensar, cheguei a uma conclusão. "Afinal o gajo não morreu nada...na verdade ele nem era de cá.
O que aconteceu foi que ele era um E.T.. Depois de 50 anos a viver na Terra, acho que se chateou e resolveu voltar para casa.

24 junho, 2009

Dia 1 de Portugal


24 de Junho de 1128 - Batalha de S. Mamede.

23 junho, 2009

S. João


Ris de mim por não ser novo!

Cautela, que na noitada,

Até mesmo um velho ovo

Pode dar boa gemada.



18 junho, 2009

Separados à nascença

Jorge Jesus


Rod Stewart

11 junho, 2009




Do Telejornal de ontem registo duas reportagens que me deixaram bastante preocupado.

A primeira versava sobre o significado do dia 10 de Junho. Entrevistados que foram diversos compatriotas meus, nenhum deles foi capaz de explicar o porquê de ontem ser feriado. Pior que isso, só mesmo o facto de não saberem quem foi o “tal de Camões” que deu nome à efeméride. Para terminar, qual não foi o meu espanto, uma das entrevistadas respondeu acertadamente….era Francesa.

Mais à frente foi a vez de continuar o excelente trabalho que tem sido realizado pela RTP na promoção das 7 maravilhas de origem portuguesa espalhadas pelo mundo. Na Índia, contou-se a estória de uma língua quase moribunda, que apesar de ter resistido mais de 4 séculos, parece sucumbir ao esquecimento de que foi votada, e tudo isto, na era da Globalização e do e-learning.

Em vez do “Magalhães”, o Estado Português deveria oferecer um exemplar d’ “Os Lusíadas” a cada um dos nossos jovens. Se calhar era mais útil, mais barato e mais condigno.
Em vez do acordo ortográfico, o Estado Português deveria promover a difusão da língua e da cultura portuguesa, pelo menos, nos locais onde historicamente Portugal está presente.

É constrangedor assistir ao desalento de um Indiano de nome “Silva”, que tem vontade de falar Português, mas não tem quem o ensine.


P.S. Felizmente que este ano não se ouviram falar nos "infelizes" que todos os anos decidem festejar o ido "dia da Raça". Pode ser que com a falta de mediatismo a que merecem ser votados desistam da ideia de festejar um conceito que nunca existiu verdadeiramente, pelo menos na essência daquilo que é um verdadeiro Português.

08 junho, 2009

Cidadão do Mundo

Como todos os Domingos, ontem foi dia de Missa e se há sítio em Macau onde nos podemos aperceber da vasta diversidade racial que por aqui vive, a missa das 11 horas na Igreja da Sé, é disso um bom exemplo.

Sentado mais cá para trás, (a presença do António Maria e do carrinho que o transporta assim o exige) tive a oportunidade de contemplar a diversidade das “cepas” que comigo partilhavam aquele espaço.
Os denominadores comuns eram a Fé e a língua portuguesa que todos ali falávamos. Chineses, Africanos, Indianos, Timorenses, Brasileiros e Portugueses provenientes do “velho continente” compunham a plateia que participava no culto dominical.

Bem sei que para uma Macaense como a Beatriz (um dia explico aqui o conceito para que o Velhinho não me volte a chamar “Macaense”) tal diversidade cultural não será de estranhar, conviveu com ela desde cedo.
Acontece que no meu caso, qual compadre chegado à cidade, ainda me ponho a pensar nestas coisas.
Afinal, eu sou minhoto, nasci no “Berço da Pátria”, ali mesmo a uma vintena de metros do campo de S. Mamede.
Durante a escola não me recordo de ter um estrangeiro na minha turma. Que eu me lembre éramos todos “iguais”, ou seja, éramos todos dali. Se calhar o mais próximo que tive de ter um colega "de fora" foi um menino que veio transferido de Viana do Castelo para Guimarães, porque a vida profissional do Pai os tinha obrigado a mudar de cidade.

Pois bem, eu acho que estou a proporcionar ao António Maria uma experiência diferente da que tive. O meu filho é Português como não poderia deixar de ser, mas ao mesmo tempo é Oriental, nasceu em Macau, às mãos de uma enfermeira chinesa e convive diariamente com uma filipina que lhe fala em inglês. Ontem cumprimentaram-no uns amigos africanos e fez-lhe uma festa uma freira brasileira. É certo que lhe falta ainda comer uma cebola “escachada” com sal, mas para isso ele ainda tem tempo.
Faço votos para que com este background ele se possa tornar num homem mais preparado para compreender e viver na multiplicidade que hoje (a todos) nos rodeia.

04 junho, 2009

24 maio, 2009

Foram Cardos...Foram Prosas!

O Jornal Nacional da TVI às sextas feiras, está já formatado à medida e imagem da sua apresentadora Manuela Moura Guedes(MMG).
Um Jornal televisivo, onde o ar jocoso e irónico de MMG sobe de tom e o conteúdo da informação que vem ao de cima, prima pelo sensacionalismo mediático e na exploração do "share" televisivo em plena "hora de ponta" dos boletins informativos dos restantes canais.
O convidado de ontem, Marinho Pinto(MP), é também um homem polémico. Aliás, para quem viu a entrevista, foi assim que MMG o apresentou.
As imagens, já a circularem nas redes socias da net, permitem-nos repetir e reviver um momento raro em televisão. Podemos admirar MMG com uma cara de constrangimento total e onde quase se pressente a secura da sua boca, conforme latejavam nos seus ouvidos palavras fortes, mas que foram verdadeiras e fizeram justiça.
Em resposta de desespero, MMG com uma imagem duplamente artificial, tentou terminar a entrevista a sorrir e com ar de descompromisso, muito à semelhança do que fazem os estultos e incapazes.


Marinho Pinto, teve coragem e frontalidade. Não me recordo de ninguém que toque tantas vezes com o dedo na ferida, em problemas ou situações em que os senhores do poder e da decisão política não falam ou se acanham em falar.Há quem lhe chame assuntos tabus e que a politicos consensualizaram não comentar ou interferir. Na entrevista MP tocou nos pontos vitais, que demonstram o que é realmente a líder das audiências televisivas em Portugal.
Muito ao seu modo, Marinho Pinto é um exemplo da frontalidade e coragem em apontar o dedo no sentido das verdades e dos problemas Tabu.
Sei que os homens polémicos, são grande parte das vezes incompreendidos...mas sei que Marinho Pinto já marcou o seu lugar como bastonário e como cidadão.

22 maio, 2009

Penta, dez anos depois.


Faz hoje 10 anos que o FCP foi PENTA. Coincidência ou não,uma década depois da efeméride falta-nos muito pouco para repetir a façanha.

14 maio, 2009

Debate quinzenal



Ontem foi dia de debate quinzenal na Assembleia da República. Se há coisa que eu gosto de ouvir, são os debates parlamentares. Uns gostam dos relatos, outros dos forúns, eu prefiro as "batalhas verbais" do parlamento.


Pois bem, esta noite, antes de adormecer ainda fui a tempo de ouvir a exposição de Paulo Rangel, Jerónimo de Sousa, Paulo Portas e Eloisa Apolónia. A conclusão a que cheguei é que Jaime Gama é um péssimo presidente do hemicíclio. Talvez o pior que por lá já passou. No decorrer do debate, era suposto que os partidos da oposição e o PS questionassem o Primeiro-Ministro e os membros do governo.

Os representantes dos partidos cumpriram com as suas obrigações, o Primeiro-Ministro é que não. Colocada a pergunta, Sócrates divagava pelas "excelentes" prestações do seu governo, esgotava o seu tempo e sentava-se calmamente.

Durante todo o debate não o ouvi responder a nenhuma das perguntas que lhe foram colocadas. Da educação à agricultura, passando pelo desemprego e pela segurança, Sócrates ainda teve a lata de falar nas prestações dos anteriores governos para desculpar o seu insucesso.

Perante o escandaloso comportamento, deveria Jaime Gama advertir Sócrates, recordando-o que a campanha eleitoral não tem lugar na Assembleia da República. Os debates servem para esclarecer aqueles que os ouvem e não para difundir as barbaridades que lá são ditas pelo Primeiro-Ministro.


É o que temos....



12 maio, 2009

Os Maiores


Desde 2001, o FC Porto soma 16 troféus ( 6 campeonatos, 3 taças de Portugal, 4 supertaças, uma Liga dos Campeões, uma Taça UEFA e uma Taça Intercontinental). Com o (bi)TETRA, duplicamos o número de troféus conquistados pelo Sbordém e o triplo do Benfas, nos últimos nove anos.
Na Europa somos o clube com mais títulos nacionais e internacionais de futebol, dos 30 primeiros países do "ranking" da UEFA, nos primeiros nove anos deste século.
Nem sempre fui adepto do Jesualdo Ferreira, no entanto, reconheço que foi ele um dos grandes obreiros deste TETRA. Foi espantosa a evolução da equipa no decorrer do campeonato.

Palavras para quê? Somos os maiores.


Tal como me disse o Irmão Rei de Leça num sms enviado na madrugada de segunda feira, "O Toninho ainda agora nasceu e já é TETRA CAMPEÃO..."


Abraço

01 maio, 2009

Proposta de Hino para a Irmandade

Sem dúvida que a nossa irmandade é dotada de todas as características e particularidades que lhe atribuem a sua unicidade, no entanto acho que nos falta um Hino.

Como o Sinatra já morreu, o Jobim e o Marceneiro também, o Carlos do Carmo está nas últimas e o Godinho é comuna, sugiro este novo talento da praia de Matosinhos que esteve presente no último concurso Monte do Xisto´s got talent!
http://www.youtube.com/watch?v=67qg9qiAnLU


23 abril, 2009

«excessivamente distraído» do papel de Macau

«As potencialidades da China, que há 30 anos já eram indiscutívelmente importantes, hoje são básicas para o futuro do mundo. A China é um país que neste momento, na actual situação de crise tem mais dólares que a reserva federal americana (e é o principal credor dos Estados Unidos) - não percebo o que falta demonstrar para se tomar consciência da importância do relacionamento com a China para quem tem um elemento de ligação como Macau»,
Este é um excerto de uma notícia que retrata a forma como Portugal perde, diariamente, oportunidades na Asia.
Para um país que vê as suas exportações reduzirem-se de dia para dia, é constrangedor assistir à falta de visão dos nossos governantes e empresários que continuam a desperdiçar os mercados Asiáticos, com principal preponderância para o mercado chinês.
Macau seria a plataforma perfeita para a introdução dos nossos produtos na China. Na europa, passamos a vida a lamentar a entrada dos produtos chineses no mercado comunitário. A concorrência desleal e a falta de qualidade dos produtos são apenas alguns dos nossos argumentos. No entanto, nós que até somos tão capazes de produzir produtos de excelência, somos incapazes de ter uma política de exportação. O governo português teima em manter a moribunda sobrevivência do ICEP, uma espécie de representação diplomática, que pouco ou nada faz para além da habitual degustação do croquette, em tudo o que é recepção espalhada por esse mundo fora.Enfim, e fomos nós os precursores da "globalização".
Pelos seus 400 anos de historia partilhada com Portugal, Macau deveria serm melhor aproveitado. Os produtos portugueses conheceriam aqui uma porta de entrada para a Asia. Infelizmente, isso não acontece.

Abraço

15 abril, 2009

Operários do Sonho


"Há males que vêm por bem". Os horários do António Maria têm servido como uma espécie de estágio para as longas madrugadas que me esperam de cada vez que decido ver um jogo do FCP na Liga dos Campeões. Como as minhas horas de sono sofreram uma repentina diminuição, é com outra disposição e capacidade que acordo a meio da noite para ver um jogo de futebol. Se tudo correr bem, ainda tenho, pelo menos, mais três jogos para ver até Maio.

Força Porto!!!! Roma é já ali.

Abraço

14 abril, 2009

Um mês de António Maria

Aqui ao colo do Tio "Sua Alteza Real, o Rei de Leça".

Abraço a todos e obrigado ao irmão Rei de Leça pela visita

08 abril, 2009

Allez Porto Allez!


Eram as 2h47 da manhã em Macau quando eu e o Rei de Leça festejamos o primeiro golo do FCP no “teatro dos sonhos”.
Ontem não houve “apito dourado”, não houve “fruta”, não houve “presidentes dos conselhos de arbitragem” nem castigos encomendados aos nossos jogadores.
Mesmo assim (ele há cada coincidência!!!) o FCP continua a ter resultados positivos, continua a somar pontos na Liga dos Campeões.
Contra aquele que, para mim, é o maior clube do mundo (e actual detentor da Liga dos Campeões) o FCP demonstrou um enorme carácter e uma atitude capaz de nos fazer chegar à final da competição em Roma. Uma vez mais saímos de Manchester sem perder, sendo que desta vez, até marcamos dois golos.
Para a semana teremos de manter o nivel da nossa prestação para manter a tradição de não perder em casa com equipas inglesas.

Força Porto!!

01 abril, 2009

Representação diplomática do Reino de Leça da Palmeira


Toninho prepara-te, aqui vamos nós!

Próximo sábado dia 4, aí estaremos para te puxar essas bochechas e como não poderia deixar de ser, para receberes o teu crisma real...

27 março, 2009

24 março, 2009

Para o "Toninho"

Liguei ao Ma Si Ka e disse-me que o "Toninho" é um "paz de alma".

Fiquei a imagina-lo e por isso lhe dedico este momento!

Abraços

Jason

Parece que este moço foi ontem ao Porto. Não conheço outra música que não seja esta, mas o som é do camandro.



Como diria um compadre transmontano, "óh ´górdo do bómbo chega-lhe bem"

Abraço

23 março, 2009

Mundo a Sorrir








Para mim, a diferença entre um Homem mediano e um Homem excepcional resulta da capacidade que cada tem de intervir, melhorando, a sociedade em que está inserido.

Por esse facto, acabo por não valorizar muito os "opinions makers" e os teóricos deste mundo. Apesar de as opiniões serem, de facto, importantes que me interessa ter um punhado de bons pensadores que nunca "mexeram uma palha" para executar as suas ideias. É por esse facto que valorizo as associações juvenis, de estudantes, as religiosas e os voluntários portugueses e de todo o mundo.
Normalmente, as pessoas que acima referi não se quedam pela conversa de café, pelo artigo de jornal ou até pela muito actual "posta bloguistica". Passam da teoria à prática e resolvem acrescentar "sal" à sua própria vida, resolvem trabalhar em prol da sua comunidade e fazer "obra".

Pois bem, o meu Amigo Miguel Pavão é um bom exemplo do que acima referi. Acabada a licenciatura, cedo percebeu que a profissão de médico dentista, por si só, não era suficiente para dar o seu tempo como bem empregue.
Foi então que decidiu criar uma Associação (hoje ONG) que tinha como objectivo principal a prestação de cuidados de saúde oral.
Bem ao estilo anglo saxónico, o Miguel substuiu-se ao Estado Português. Se o Estado não garante os cuidados de saúde oral, haveria de ser criada uma ONG que o fizesse. Algo de arrojado para um "puto" de 24 anos, mas o importante era acreitar, eu acreditei sempre.

Alguns anos volvidos desde a data da assinatura da escritura de constituição, ali no "notário privado do Aviz" a "Mundo a Sorrir" é uma aposta mais que ganha. É uma referência no voluntariado e na saúde oral Portuguesa e tudo graças ao sonho concretizado do Miguel.

Ontem foi dia de inauguração dos mais recentes projecto da ONG, Primeiro o projecto "Saúde a Sorrir" que é nada mais nada menos que uma clínica de medicina dentária situada nas instalações do Centro Hospitalar do Conde Ferreira, no Porto e que se destina a pessoas com carências económicas e financeiras.
De seguida o projecto do autocarro, que tem o lema "Saúde Oral sobre Rodas" e visa a prevenção e a promoção da saúde oral nas escolas, de forma a informar e precaver as crianças dos quatro aos doze anos.
Sinceramente, fiquei radiante ao ler a notícia no JN de ontem. Foi como se um projecto meu se tratasse.
Como vos tinha dito, é este tipo de coisas que torna um Homem excepcional...o Miguel é sem dúvida um Homem/Amigo excepcional.
Grande Abraço para ti Calles
P.S. Mãe, obrigado pelas fotos

Prémio "Calabote" 2009

E o vencedor é....


Pela prestação demonstrada na final da Taça da Liga, Lucílio Baptista merece o galardão a atribuir à arbitragem mais benfiquista da época. Aos 90 minutos de jogo o "Zbordém" ganhava por uma bola a zero. Não contente, Lucílio Baptista resolve marcar uma grande penalidade contra a equipa que se encontrava a vencer.....o resto já se sabe.

21 março, 2009

Eu acredito

Tal como em 2004, eu acredito que podemos ganhar em Manchester.
Força Porto!!!

20 março, 2009

Diz quem sabe....

"Eles comem tudo e não deixam nada...."

16 março, 2009

Viva o António Maria


Pelas quatro da manhã do dia 14 de Março de 2009, nasceu em Macau, mais propriamente, no hospital Conde de S. Januário, o António Maria.
Antes de mais, os meus agradecimentos públicos à Bia, a SUPER MÃE, deu à luz o António Maria, de parto natural e sem a estimada e desejada “Epidural”, um verdadeiro parto “à antiga”. Parabéns para ti também minha Bia.
A espera foi longa mas compensadora. Eram quase cinco da manhã quando uma enfermeira veio ter comigo à sala de espera. Disse-me que o meu Filho tinha nascido e perguntou-me se eu o queria ver. Levantei-me “num lampo” (expressão transmontana, em homenagem aos Amigos da terra). Fui emocionado a caminho do Toninho, ao vê-lo fiquei, naturalmente, comovido. Vi um bebé muito tranquilo, comodamente embrulhado numa manta de forma a plagiar o ventre materno. Estranhei o facto de ter os olhos muito abertos. Olhava-me profundamente como se estivesse a perscrutar-me a alma. Notoriamente parecido com a mãe, parecer ter herdado a cor de pele do Pai. Os pormenores estão à vista.
Não resisti e tirei-lhe logo uma fotografia para a posteridade.

Foi então tempo de ligar à minha Mãe (presença que eu muito estimava ter comigo), tinha de ser a primeira a partilhar comigo a extrema felicidade que senti. (Mãe, o Toninho já me disse que está desejoso de te ver, vem rápido). É que a minha Mãe também é uma SUPER MÃE.
De seguida foi a restante família e as mensagens para os Amigos.

Um grande Abraço a todos.

12 março, 2009

"Non habemos candidatus"

Com ou sem Rui Rio, prevejo que o PSD possa vir a perder a liderança da Câmara do Porto. A candidata escolhida pelo rival PS é fortíssima, talvez a mais forte candidata que o PS já teve no Porto.
Elisa Ferreira é da cidade mas é mais que uma personalidade regional, o seu curriculum extravasa o Porto e o Norte e é reconhecido até na capital, onde teimosamente as personalidades conotadas com a cidade do Porto teimam em não se afirmar.
Para além disso, a ex-ministra recolhe uma grande simpatia da opinião pública. É mais afável, natural e simpática que Rio. Não tem aquele ar cinzento de antigo estudante do colégio alemão, sério, honesto, mas obstinado com os números.
Finalmente, Elisa tem aquilo que Rio também já teve um dia, é uma cara nova, representa a vencedora e popular “mudança”.

Por outro lado, caso se venha a confirmar que Rio não concorre contra Elisa Ferreira, o cenário é bem mais negro. O PSD não tem, quanto a mim, um candidato credível que possa manter acesas as aspirações de continuar a presidir à segunda câmara do país. A falta de candidatos credíveis é bem demonstrativa da carência de “quadros” que ataca no presente o PSD. Li num conhecido blog que trata questões relacionadas com a nossa cidade que Pedro Passos Coelho poderia ser um bom candidato. Sinceramente, espero que seja uma piada. O pseudo candidato representa a antítese das qualidades que apontei a Elisa Ferreira.
Quanto a um outro possível candidato, Aguiar-Branco, por solidariedade profissional, (chamemos-lhe assim) prefiro não comentar a possível escolha.
Sinceramente, como diz o povo, “fogo apaga-se com fogo”, por isso, a única forma de o PSD poder vir a ganhar a Elisa Ferreira, era usar um trunfo semelhante ao do PS. Chamar um independente, qualificado e que seja uma personalidade da cidade. O meu nome era Rui Moreira, não me parece é que este o fosse aceitar.

Top 8


Com alguma naturalidade, o Futebol Clube do Porto voltou a qualificar-se para os quartos de Final da “Liga dos Campeões”. Jogámos contra o Atlético de Madrid por duas vezes e fomos sempre dominadores. Por esse facto, o FCP é novamente uma das melhores 8 equipas da Europa. A melhorar, só mesmo a finalização. Para quem criou tantas oportunidades, devíamos certamente ter ganho os dois jogos.

Parabéns Porto, venham os próximos!!!

03 março, 2009

1421-O ano em que a China....

Eis o livro que comecei a ler. Antes de mais obrigado à minha Mãe e ao "núncio" Pt que fez o favor de me trazer a oferta do nosso Portugal.
O livro não é propriamente uma novidade editorial, foi editado em 2006 e o seu autor é um ex-almirante da marinha inglesa que se dedicou ao estudos marítimos. Recordo-me de estar a ouvir um programa da TSF onde Gavin Menzies estava a ser entrevistado. A teoria que o livro defende é um pouco desoladora, especialmente, para nós portugueses. Nele, os nossos feitos marítimos são rebatidos e atribuídos aos Chineses. Cook e Colombo também são mencionados e o resultado é basicamente o mesmo, segundo o ex-almirante foram os barcos do "Império do Meio" que "descobriram" a América e a Austrália.
Apesar de continuar a não concordar com o Autor, resolvi ler o livro e ver as conclusões do rapaz. Depois digo de minha justiça.

26 fevereiro, 2009

Estranho costume

Em Macau, quase todos os portugueses têm uma empregada doméstica de origem Filipina. A escolha fica a dever-se ao facto de os cidadãos daquele país asiático dominarem a língua inglesa. As Filipinas optaram por abandonar o ensino da língua materna e passaram a leccionar em inglês. A opção foi, no mínimo inteligente, uma vez que acaboou por criar um mercado de trabalho que têm quase o tamanho do mundo.
Ora bem, eu não sou diferente e também acabei por patrocinar a vinda de uma cidadã filipina, a Nora, para trabalhar lá em casa. De entre muitos costumes filipinos a Nora contou-me um que achei particularmente interessante e que poderá ser explicada pela forte presença do Cristianismo naquele país asiático.
No sábado, contou-me que tinha recebido um telefonema da terra. Segundo a pessoa que lhe tinha telefonado, a mulher do seu ex-marido tinha morrido. Acontece que a falecida tinha sido concubina do mesmo ex-marido enquanto este foi casado com a Nora. A relação passou de secreta a pública quando o ex-marido resolveu separar-se de facto da Nora e passar a viver com a tal mulher. Portanto, tinha sido a falecida a responsável pela separação do casal.
A parte mórbida da estória começa agora. Segundo a Nora, a morte da falecida não impediu que esta se tivesse mantido de olhos bem abertos. Diz a tradição filipina que para que olhos se fechassem definitivamente, a Nora, mulher em tempos traída, teria de perdoar à falecida o facto de esta lhe ter “roubado” o marido.
Pois bem, em directo do leito de morte, telefonaram à Nora e pediram-lhe que perdoasse a falecida. Do outro lado, encostaram o telefona no ouvido da defunta e deixaram-na a “ouvir” o perdão da Nora. Finalmente podia descansar em paz e, consequentemente, fechar os olhos…..

Fiquei boquiaberto, mais uma para contar aqui.

25 fevereiro, 2009

Vá para fora, lá fora!

Aproveito um velho slogan do Turismo de Portugal- "Vá para fora, cá dentro"- para contar um caso de sucesso de um velho amigo.
Aires, como todos nós, tinha um sonho. Aires queria ser alfaiate! Aires foi inteligente, mas acima de tudo corajoso, persistente e lutador. Aires foi atrás do seu sonho, e como dizia o Poeta, a obra está a nascer. Aires, infelizmente foi obrigado a faze-lo fora do seu Pais.
Por isso admiro-o.
Em dois anos de permanência nas terras de sua Majestade é já alfaiate do principe Carlos, e com 27 anos é finalista de um pretigiado concurso de moda. E muito possivelmente vai ganhar.
Em tempos de crise, um exemplo.

Aqui fica um artigo de jornal, publicado em Inglaterra sobre ele.

Vivo com o sucesso dos meus amigos como se do meu se tratasse.

Abraços a todos!

13 fevereiro, 2009

10 fevereiro, 2009

Da bola


Mais um fim-de-semana, mais uma mão cheia de estórias para contar.


Do FCP-Infelizmente empatámos daquela forma. Não fora aquele o nosso rival e quase que me apetecia dizer que preferia perder por 1 golo do que ter de ouvir o "lamento das pobres vítimas" até ao fim dos meus dias. É que na verdade aquele não foi um jogo à Porto e até o Lisandro (melhor marcador do último candidato e jogador de reconhecida qualidade) resolveu atirar-se para o chão e simular uma grande penalidade. Agora já se sabe, vai começar a lenga-lenga das conspirações e das vitórias morais dos moços que equipam à Manchester United.

Do Scolari- Viu-se o que realmente vale. Num clube onde não domina a lingua da maioria dos jogadores que dispõe, o "Felipão" transforma-se um treinador mais que banal. A palavra perde a força e a motivação (que é a sua principal arma) deixa de resultar. Viu-se que sabe pouco de bola. Na verdade acho que como bom brasileiro que é acabou por sair beneficiado disto tudo...cumpre sete meses de contrato e sai com uma indemnização de 17 milhões de euros...nada mau.

Do Quaresma-"Mais vale um pássaro na mão que dois a voar"...mais vale ser indiscutível no FCP do que ser dispensado do Inter de Milão. Acabou por ter sorte e foi parar ao Chelsea. Vamos ver o que faz nos "blues".

Do Leixões-Sem se saber bem como, lá continua o Leixões em 3º lugar da liga. Se os tipos do Chelsea quiserem, parece que o Zé Mota está disponível.

06 fevereiro, 2009

Dever cívico

Não sei se algum dos responsáveis pela redacção da Lei que foi chumbada pelo presidente da República (relativa ao voto dos emigrantes para as eleições legislativas) alguma vez foi emigrante. Se o foi, de certeza já se esqueceu daquilo que foi a sua condição.
Quando se é emigrante, não se vive, pelo menos fisicamente, a maior parte dos acontecimentos que afectam o quotidiano da nossa nação. Não obstante, o distanciamento não tolhe o entendimento dos emigrantes, ou seja, não nos impede de estarmos atentos àquilo que se passa na terra de onde partimos, que também é nossa. Não querendo parecer exagerado, atrevo-me a dizer que leio mais jornais portugueses, enquanto emigrante, do que nos tempos em que fui residente em Portugal. Com isto quero dizer que os emigrantes se preocupam com as vicissitudes da vida do seu país e com isso querem continuar a ser parte integrante da sua Pátria. O que o partido socialista pretende com esta iniciativa legislativa é diminuir o direito de participação cívica dos emigrantes. Acabando com o voto por correspondência parte dos emigrantes portugueses terão de se deslocar às representações consulares sempre que queiram votar para as eleições legislativas. Se para um português residente em Portugal, a deslocação parece fazer todo sentido, basta pensar nos emigrantes dos países com grande dimensão e nos quais não abundam as representações diplomáticas portuguesas para perceber, desde logo, quão absurda é a ideia de se acabar com o voto por correspondência.
No meu caso, sou sincero, a medida nem me afecta muito. Macau é suficientemente pequeno para eu não me incomodar com a deslocação ao consulado português no dia das “legislativas”. No entanto, as leis devem ser de aplicação ampla e abstracta. Basta que um único português se veja diminuído nos seus direitos para que esta lei não tenha qualquer cabimento.
Valha-nos o Presidente....

04 fevereiro, 2009

"Natas" made in Shanghai


Nos tempos que correm, assistir ao telejornal português, coisa que faço todos os dias, é como tomar um medicamento com efeitos depressivos tal é o conteúdo das notícias que por lá nos reportam. Para combater o efeito nocivo que as referidas notícias têm provocado na minha confiança, aproveito para contar uma estória que me foi transmitida por um conhecido que é empresário do ramo dos produtos alimentares e representante do maior produtor mundial dos produtos que comercializa.
Parece que em Shanghai, uma das cidade mais populosas do mundo com cerca de 20 milhões de habitantes, vive um português que decidiu começar a fabricar “natas” ou, para os lisboetas que lêem este blog, “pastéis de Belém”.
Pois bem, segundo o que me foi dito o nosso conterrâneo vende (pasmem-se) cerca de 100 mil exemplares por dia do “tradicional” bolo português. Como referência, posso dizer-vos que a conhecida pastelaria Lisboeta que fabrica e comercializa o mesmo tipo de bolos, vende cerca de 50 a 60 mil durante o mesmo período de tempo.
Agora imaginem que o produto é (ainda mais) um sucesso e que o vendedor das "natas" em Shanghai consegue atingir uma quota de mercado de 5% dos habitantes da cidade. Parafraseando um primeiro ministro de má memória, "façam as contas".

Esta estória é um exemplo da potencialidade que um mercado com esta dimensão pode ter. Se eles decidem gostar…(até) “natas” se vendem.

Afinal o Zapatero e o Gordon Brown não andam a dormir quando convidaram o primeiro ministro Chinês para uma visita - O Instituto Cervantes já está em Pequim, no próximo semeste com a Espanha na presidência da União Europeia prometeram-se novos acordos entre a Europa e a China. Parece que a Europa começa agora a pensar melhor.
"Se não os podes vencer, junta-te a eles"

29 janeiro, 2009

Sem Titulo

"A felicidade não está em viver, mas em saber viver.
Não vive mais o que mais vive, mas o que melhor vive,
porque a vida não mede o tempo,
mas o tempo que dela fazemos."


Abraço a todos

22 janeiro, 2009

Partir a Loiça


Medina Carreira alcançou um estatuto que lhe permite (verdadeiramente) dizer tudo aquilo que quer e que bem lhe apetece. O seu Cv, a sua idade e a sua independência deixam-no à vontade para dizer as verdades sem que tenha de estar preocupado com o que os jornais vão dizer acerca dele no dia seguinte....precisamos de mais gente assim.

20 janeiro, 2009

Por toutatis, os "Ibéricos" estão loucos



Num momento em que as palavras de ordem deveriam ser "aforrar" e "gerir convenientemente os recursos", os ilustres representantes das federações ibéricas de futebol estão preocupados com a organização de "Mundiais". Está tudo trocado. Façam-me o favor de calar o Madaíl, não é deste tipo de investimento público que o nosso país precisa. Acabem a A4 e construam o centro materno-infantil do Porto. Recuperem a linha do Tua e o hospital de S. João. Construam tribunais dignos que não envergonhem aqueles que neles trabalham.Há tanto para se fazer...

12 janeiro, 2009

Obrigado Mãe

Obrigado pela visita. Gostámos muito de te ter por cá.

Um beijo

09 janeiro, 2009

Ano novo chinês

Dentro de algumas semanas começa o ano novo lunar.São três dias em que tudo fica anormalmente parado. Para muitos chineses a quadra significa o regresso a casa e as únicas férias de todo um ano de trabalho. Em 2009 espera-se que cerca de 188 milhões de chineses possam deslocar-se para junto das suas famílias o que significa o maior movimento migratório que o mundo já conheceu. Por estes dias é comum ver-se imagens destas pelas estações de caminho de ferro chinesas. Depois de ver isto fica-se com a ideia de para estes lados tudo tem uma dimensão diferente.

07 janeiro, 2009

7 de Janeiro de 2009

Hoje foi um dia importante para mim. Logo pela manhã, vi com grande nitidez as feições do António Maria.
Apesar de já saber há largos meses que ele existe e de até já ter assistido a anteriores ecografias, acho que o dia de hoje foi o nosso primeiro “encontro”.
Pedi à Bia que digitalizasse as ecografias e corri a enviá-las aos meus amigos. Recebi muitas e carinhosas respostas. Obrigado a todos os que o fizeram.

Houve uma resposta que me deixou particularmente emocionado. Quem conhece o autor destas palavras sabe o significado que elas têm - dizem assim:

"Meu caro Oscar,
Fico muito feliz por ti! Se me permitirem e me enviares uma foto do teu rebento, teria o maior prazer em inscreve-lo, no dia do seu nascimento, como sócio do FCP.
Ofereço-me para isso, porque gostava que o tivessem feito por mim!

Abraço
"

Terás concerteza a fotografia do António Maria no dia do seu nascimento.

Obrigado a todos.

06 janeiro, 2009

Bom 2009

Depois do interregno originado pela quadra Natalícia, há que desejar a todos os membros da Irmandade um excelente ano de 2009. Espero que todos tenham entrado no novo ano com optimismo e vontade de contrariar a já familiar crise.
Este vai ser o terceiro ano de actividade do nosso blog (2007,2008,2009) o que significa que o tempo tem passado muito rápido. Apesar da recessão que o atingiu (as postas diminuem de mês para mês, o que tecnicamente significa regressão - ao contrário do Sócrates eu admito-a) continuo a achar que vale a pena escrever umas coisas por aqui.
Para já, apesar de estarmos todos em 2009, não consigo perceber as anunciadas diferenças.
O Porto é primeiro no campeonato...
Os Israelitas continuam a bombardear os Palestinianos...
Os combustíveis continuam caros...
O Sócrates continua a ser o nosso PM...
...e o Constâncio continua no Banco de Portugal...
O Loureiro continua no Conselho de Estado...
O Porto é primeiro no campeonato...
O Seixas continua a ter pêra...
O Santana continua candidato...
Eu continuo em Macau...
A irmandade continua a não escrever...
E por último,
....O Porto é primeiro no campeonato....
Abraço a todos