04 fevereiro, 2009

"Natas" made in Shanghai


Nos tempos que correm, assistir ao telejornal português, coisa que faço todos os dias, é como tomar um medicamento com efeitos depressivos tal é o conteúdo das notícias que por lá nos reportam. Para combater o efeito nocivo que as referidas notícias têm provocado na minha confiança, aproveito para contar uma estória que me foi transmitida por um conhecido que é empresário do ramo dos produtos alimentares e representante do maior produtor mundial dos produtos que comercializa.
Parece que em Shanghai, uma das cidade mais populosas do mundo com cerca de 20 milhões de habitantes, vive um português que decidiu começar a fabricar “natas” ou, para os lisboetas que lêem este blog, “pastéis de Belém”.
Pois bem, segundo o que me foi dito o nosso conterrâneo vende (pasmem-se) cerca de 100 mil exemplares por dia do “tradicional” bolo português. Como referência, posso dizer-vos que a conhecida pastelaria Lisboeta que fabrica e comercializa o mesmo tipo de bolos, vende cerca de 50 a 60 mil durante o mesmo período de tempo.
Agora imaginem que o produto é (ainda mais) um sucesso e que o vendedor das "natas" em Shanghai consegue atingir uma quota de mercado de 5% dos habitantes da cidade. Parafraseando um primeiro ministro de má memória, "façam as contas".

Esta estória é um exemplo da potencialidade que um mercado com esta dimensão pode ter. Se eles decidem gostar…(até) “natas” se vendem.

Afinal o Zapatero e o Gordon Brown não andam a dormir quando convidaram o primeiro ministro Chinês para uma visita - O Instituto Cervantes já está em Pequim, no próximo semeste com a Espanha na presidência da União Europeia prometeram-se novos acordos entre a Europa e a China. Parece que a Europa começa agora a pensar melhor.
"Se não os podes vencer, junta-te a eles"

6 comentários:

Anónimo disse...

Boa Tarde Senhor Ma Si Ka

Sou distribuidor distrital de Môfos de laranja e chicolate , e de vez em quando tambem vendo uns moletes...
Acha que eu conseguia vencer ai nessa terra a vender Môfos?

Cumprimentos

Anónimo disse...

Senhor Ma Si Ka

Se a resposta for negativa , eu tenho outra profissão que poderia aplicar ai também!! Sabe , eu sou compositor e cantor , já " lancei " um CD foi um sucesso , mas só a nivel distrital , eu gostava de alargar os meus horizontes.
Tenho ambições espectaculares na vida , como por exemplo comprar umas botas iguais ao do meu patrão que tem uma biqueira de aço .

O que me diz Ma Si Ka , acha que um home como eu possa cantar e fazer sucesso nessa terra???

Cumprimentos

Anónimo disse...

Desculpe ...

Mas para além das botas também tenho outro sonho ... mas esse não sei se algum dia o vou alcançar , que é comprar uns óculos da " Fila " iguais ao do meu patrão.

Cumprimentos

Ma Si Ka disse...

Antes de mais, ao Autor dos comentários anteriores - bem que te podias identificar - Afinal já todos sabemos quem és. Que tal usar o teu próprio "nick".

Olha que se o "patrão" de que tanto falas tivesse a empresa dele aqui para estes lados, podes ter a certeza que o volume de negócio era bem outro....

Quanto ao saudoso Ventura, se calhar até ele vendia Cd's...nunca se sabe...se o Zé cabra foi um sucesso num país de 10 milhões de habitantes como o nosso, imagina só o que seria num país com 1.3 biliões.

Abraço

Giovani Galli disse...

Meu amigo, Mofos de laranja e chocolate ?? Moletes ?? Cd´s ??
isso nem na china se vende...
Pensa noutra coisa, tipo um restaurante "zé dos cães" ou "embaixada", isso sim, pratos quentes, bem servidos, tipica comida europeia, era só facturar !!!

ao nosso amigo oscar, queremos uma foto do teu herdeiro rápido, pra ficar já sócio do Leixões !!!

Anónimo disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,